Pesquisar
Close this search box.

Presidente do Sindiavipar participa de agenda para articulação denovos negócios na China

Roberto Kaefer vai a tradicional evento de alimentos e bebidas e acompanha a
delegação brasileira durante reunião estratégica com autoridades

Legenda: Roberto Kaefer (centro) na Sial China, em Shangai, uma das maiores feiras de alimentos e bebidas da Ásia.
Crédito: Divulgação

O empresário Roberto Kaefer, presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), acaba de retornar da China, onde participou da Sial China, uma das maiores feiras de alimentos e bebidas que acontece naquele país há mais de 20 anos. Ele também teve a oportunidade de
acompanhar a missão oficial do governo brasileiro em visita às autoridades daquele país.

Kaefer passou três dias em Shangai, principal centro financeiro da China e um dos mais importantes do mundo, onde aconteceu a Sial. O empresário era um dos integrantes da delegação que viajou com a ApexBrasil em parceria com a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) e Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

FEIRA

Mais de 50 empresas brasileiras participaram da Sial China, entre os mais de 6 mil expositores da edição de 2024, realizada entre os dias 28 e 30 de maio e que reuniu cerca de 200 mil visitantes de todo o mundo. “Foram três dias intensos, mas muito produtivos para apresentar os produtos brasileiros”, comentou.

O mercado chinês é o principal comprador dos produtos do agronegócio brasileiro. Só na avicultura, a Ásia responde por 35,86% das exportações, com um total de 1,79 milhões de toneladas em 2023, segundo a ABPA. Atualmente, 150 países compram frango e derivados produzidos no Brasil e os maiores
compradores internacionais são China, Emirados Árabes Unidos, Japão, Arábia Saudita e África do Sul.

MISSÃO OFICIAL

Legenda: Em Pequim, Roberto Kaefer acompanhou a comitiva do Governo Federal. Na foto, com Geraldo Alckimin e Simone Tebet.
Crédito: Divulgação

Em Pequim, capital do país, Kaefer acompanhou a missão oficial do governo do Brasil durante o encontro com as autoridades chinesas. A visita foi comandada pelo vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, e contou com a presença dos
ministros, como Rui Costa (Casa Civil), Simone Tebet (Planejamento), Carlos Fávaro (Agricultura e Pecuária), Wellington Dias (Desenvolvimento Social), Márcio França (Micro e Pequenas Empresas) e Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar), além dos presidentes da ApexBrasil, Jorge Viana, e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Ricardo Cappelli.

Para Kaefer, foi uma importante oportunidade para que os representantes brasileiros pudessem presentar às autoridades daquele país tudo o que o Brasil produz e oferece ao mercado internacional. “O objetivo, junto com a ABPA, era fazer uma representação do nosso setor perante os clientes chineses, que são os
nossos maiores compradores”, destacou o empresário, ressaltando a importância da iniciativa do governo brasileiro para expandir ainda mais o comércio com a Ásia e, em especial, a China.

O presidente do Sindiavipar explicou que os líderes chineses também pontuaram as demandas de consumo do país e as perspectivas para o futuro. “No setor de proteína animal, a previsão é de um crescimento anual de, no mínimo, 5% nas exportações para a China. O boi, o frango e os suínos têm um mercado bastante significativo”, comentou.

Kaefer disse ainda que algumas das pautas diziam respeito a questões que devem impulsionar ainda mais a produção brasileira. “Participamos de reuniões com agentes do governo chinês e foi possível trocar ideias sobre os custos em cada um dos países”, explicou, ressaltando que em segmentos como a avicultura e a suinocultura, o custo do produto vivo chega a ser o dobro do verificado no Brasil.

O presidente da ABPA, Ricardo Santin, destacou o trabalho que vem sendo realizado em parceria com o setor avícola em todo o Brasil e, em especial, com o Sindiavipar, que hoje representa o maior volume produtivo no setor. “Pudemos mostrar para o governo brasileiro e para os importadores chineses a força dos nossos segmentos”, enfatizou, referindo-se às cadeias de produção de proteína animal.

SINDIAVIPAR 
O Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar) representa as indústrias de produtos avícolas. A carne de frango produzida no Paraná é exportada para 150 países. 

O processamento de aves no Paraná se concentra em 29 municípios e 35 indústrias. Além disso, a avicultura gera 95,3 mil empregos diretos e cerca de 1,5 milhão de empregos indiretos no Estado. São mais de 19 mil aviários, aproximadamente e 8,4 mil propriedades rurais distribuídas em 312 municípios
paranaenses. As indústrias associadas ao Sindiavipar são responsáveis por 94% da produção estadual. 

Segundo o Relatório da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o Brasil ocupa o primeiro lugar no mercado global de carne de frango, sendo o principal exportador do produto.

O Sindiavipar foi fundado em 19 de novembro de 1992, e representa abatedouros e incubatórios de produtos avícolas paranaenses.

Somos associados

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.